Na Estrada

Vida de caminhoneiro

Lembro do meu pai, dizendo que um dia, se tivesse condições de ter um desses caminhões bem grandes e espaçosos, gostaria de virar caminhoneiro. Não era exatamente um sonho, mas um dos inúmeros projetos mirabolantes que ele tinha.

De certa forma, nos últimos oito dias estou colocando em prática aquilo que ele projetou fazer um dia. Não sou um caminhoneiro, mas estou começando a entender como é a vida na estrada.

Para quem nunca havia viajado uma longa distância de caminhão, o que mais chama a atenção é a velocidade. Por ser um veículo mais pesado, e por estarmos dispostos a dar o exemplo e não andar acima do limite de velocidade, os deslocamentos são mais longos do que eu poderia imaginar.

Nosso motorista Muriel Souza, antes de entrar para a equipe do Canal Rural, foi caminhoneiro. Ele é “do ramo”. E por isso, sabe se comunicar com os outros caminhoneiros, sabe o que eles estão falando no rádio, sabe interpretar as atitudes dos motoristas na estrada, inclusive seus sinais de luz e gestos de mão. Os caminhoneiros podem não ser a categoria mais unida, mas com certeza há um senso de comunidade. Algo que, viajando de carro, não se percebe.

E por último, claro, tem as questões de medidas. A cabine é maior, a visão é do alto, o banco é difente e, lá atrás, sooooooobra espaço para levar as malas.

Não sei se vou me acostumar a viajar novamente perto do chão e apertado junto às bagagens…

Postado por Gustavo Bonato – Paranaguá (PR)

3 Responses to “Vida de caminhoneiro”

  1. Michelle Sousa disse:

    Ola, estava pesquisando sobre os caminhoneiros e encontrei essa pagina. Legal, achei interessante sua aventura, eu sou filha de caminhoneiro e ja vivi muitas dessas aventuras é otimo! Tambem sou universitaria estou cursando educação fisica no meu projeto de tcc vou fazer sobre os caminhoeiros, saude e qualidade de vida. Abraços e sucesso no seu trabalho!

  2. Ines A.Langanke Natallio disse:

    Oi tdo bem? Li a sua historia, pois é bem parecida com a minha, eu hoje sou gerente de transportes, e o q eu puder fazer pelos caminhoneiros faço sem pensar duas vezes.A diferença é q sou apaixonada por caminhão,estrada, carro e viagens. Mas a sua histori é linda, abraços.

  3. carla fachim disse:

    Olá,
    teu blog está maravilhoso!!!

    Mas confesso que fiquei curiosa sobre a “linguagem” dos caminhoneiros. Gostaria de saber quais são os gestos e o que significam.

    Abraço Bonato e boa sorte na estrada!!

Leave a Reply




RuralBR

© 2011-2014 RuralBR.com.br

Todos os direitos reservados